18 | 3902 - 6060

Central de Atendimento

Referência em cardiologia, modernidade especial, comprometimento
com todos e dedicação à você.

  • NOSSA HISTÓRIA
  • MISSÃO
  • VISÃO
  • VALORES

O Instituto do Coração de Presidente Prudente,

Fundado em 1990 é especialista no atendimento clínico e cirúrgico de doenças cardíacas. Um dos mais modernos centros médicos de Presidente Prudente e região é referência em cardiologia no Oeste Paulista. Possui uma infra-estrutura completa a fim de atender a população de forma integral. O Incor Presidente Prudente, possui salas para exames diagnósticos e para o atendimento ambulatorial. Ainda conta com uma unidade de 500m² construída junto a Santa Casa de Misericórdia com os setores de Hemodinâmica, UTI Coronariana e Centro de Cirurgia Cardíaca, visando atender o paciente em todas as suas necessidades, do diagnóstico da doença até tratamento cirúrgico. O corpo clínico é formado por uma equipe multidisciplinar que estão em permanente atualização, formada por cardiologistas. Referência em cardiologia, o Incor Presidente Prudente já realizou mais de 18 mil cateterismos diagnósticos, mais de 2500 angioplastias, mais de 1000 cirurgias cardíacas, mais de 100 mil ecocardiográficas, mais de 40 mil testes ergométricos, entre outros procedimentos.

Nossa Missão

Nossa Missão é ser especialista no atendimento clinico e cirúrgico de doenças cardíacas. Um dos mais modernos centros médicos de Presidente Prudente e região, é referencia em cardiologia no Oeste Paulista. Possui uma infra-estrutura moderna e completa a fim de atender a população de forma integral. O Incor Presidente Prudente, possui uma estrutura moderna com salas para exames diagnósticos e para o atendimento ambulatorial. Referencia em cardiologia, o Incor Presidente Prudente já realizou mais de 18 mil cateterismos diagnósticos, mais de 2500 angioplastias, mais de 1000 cirurgias cardíacas, mais de 100 mil ecocardiográficas, mais de 40 mil testes ergométricos, entre outros procedimentos.

Nossa Visão

A nossa visão é moderna assim como o centros medico mais modernos de Presidente Prudente e região, é referencia em cardiologia no Oeste Paulista. Possui uma infra-estrutura moderna e completa a fim de atender a população de forma integral. O Incor Presidente Prudente, possui uma estrutura moderna com salas para exames diagnósticos e para o atendimento ambulatorial. Ainda conta com uma unidade de 500m² construída junto a Santa Casa de Misericórdia com os setores de Hemodinâmica, UTI Coronariana e Centro de Cirurgia Cardíaca, equipado com o que há de mais moderno, visando atender o paciente em todas as suas necessidades, do diagnóstico da doença até tratamento cirúrgico.

Nossos Valores

Temos como principios a especialista no atendimento clinico e cirúrgico de doenças cardíacas. Um dos mais modernos centros médicos de Presidente Prudente e região, é referencia em cardiologia no Oeste Paulista. Possui uma infra-estrutura moderna e completa a fim de atender a população de forma integral. O Incor Presidente Prudente, possui uma estrutura moderna com salas para exames diagnósticos e para o atendimento ambulatorial. Ainda conta com uma unidade de 500m² construída junto a Santa Casa de Misericórdia com os setores de Hemodinâmica, UTI Coronariana e Centro de Cirurgia Cardíaca, equipado com o que há de mais moderno, visando atender o paciente em todas as suas necessidades, do diagnóstico da doença até tratamento cirúrgico. O corpo clinico é formado por uma equipe multidisciplinar que estão em permanentemente em atualização.

Conheça Nossa Equipe de Profissionais

Exames e Diagnósticos

A UTI Coronariana

Encontra instalada junto a Santa Casa de Misericórdia de Presidente Prudente, formando um complexo cardiológico totalmente integrado.
Possui 500m² estruturado com oito leitos e equipada com tudo o que tem de mais moderno e avançado em material e tecnologia na área cardiológica, concentrando todos os procedimentos em um só lugar, proporcionando ao paciente segurança e bem estar.

UTI - Incor
Academia de reabilitação - Incor
Academia de reabilitação - Incor

Reabilitação Cardiovascular e Metabólica

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) a reabilitação cardiovascular é o somatório das atividades desenvolvidas para garantir aos pacientes as melhores condições físicas, com repercussão direta na melhora da qualidade de vida dos indivíduos.

Visa restabelecer as condições cardíacas e pulmonares, uma tarefa delicada, mas que quando monitorada e feita com prudência trás efeitos altamente benéficos ao estado clínico do paciente. Já foi amplamente demonstrado que a prática corrente de atividade física, ajustada às necessidades individuais, reduz de 20 a 24% a mortalidade cardiovascular.

Nesta modalidade de reabilitação é recomendado o treinamento com exercícios monitorados e supervisionados.

Quais indivíduos possuem indicação para o programa de reabilitação cardiovascular e metabólica?

Todos os indivíduos portadores de risco para o desenvolvimento de doença arterial coronariana(diabéticos,Hipertensos,Dislipedemicos),indivíduos que já realizaram procedimentos invasivos como: Angioplastia; Revascularização do miocárdio; Transplante cardíaco; Implante de Marcapasso ou Cardioversor desfibrilador implantável (CDI); Cirurgia de Válvulas, entre outras.

Indivíduos que já tiveram manifestação de doença coronária: Pós Infarto do miocárdio; Angina estável; Cardiomiopatias; Insuficiência cardíaca; Doença cardiovascular inelegível para cirurgia, etc.

É necessário autorização médica para ser incluído em um programa de reabilitação cardiovascular e metabólica?

Sim. De porte da prescrição médica, o paciente passará por uma avaliação, para prescrição totalmente individualizada da atividade física a ser realizada.

A reabilitação cardiovascular é um procedimento de risco?

Apesar dos riscos inerentes a execução de exercícios, a reabilitação já foi demonstrada ser bastante segura quando os exercícios são prescritos de forma individualizada, após avaliação prévia. No Incor-PP as sessões são supervisionadas por profissionais qualificados, os pacientes com risco de desenvolverem sintomas induzidos pelo esforço são monitorados , que possibilita ao profissional o acompanhamento da resposta durante todo o tempo de execução dos exercícios.

Os pacientes com doença pulmonar também podem ser acompanhados?

Sim. A reabilitação pulmonar está indicada a todos os pacientes que apresentam falta de ar, limitação ao exercício pelo cansaço e fadiga e restrição nas suas atividades de vida diária.

Qual o objetivo da reabilitação para os indivíduos com doença pulmonar?

Reduzir os sintomas de fraqueza, diminuir a dispnéia (falta de ar), melhorar a qualidade de vida e aumentar a participação dos pacientes nas atividades da vida diária propiciando o retorno à atividade produtiva e ou lazer.

Quais os exercícios utilizados para pacientes no programa de Reabilitação?

O programa inclui treinamento aeróbio em esteira ergométrica e/ou ciclo ergômetro (com auxílio de oxigênio, se necessário), exercícios de fortalecimento de MMSS e MMII, alongamentos, exercícios respiratórios, treino de força e resistência dos músculos respiratórios e orientação quanto a técnicas de conservação de energia.

Como deverá ser feito o agendamento das sessões ?

Para efetuar o agendamento é necessário entrar em contato com a recepção do Centro de Prevenção e Reabilitação, através do telefone (18) 3223-7837, para agendar a avaliação fisioterapêutica, ao qual no dia agendado deverá estar munido dos exames realizados, o nome dos medicamentos que está fazendo uso e estar com roupa apropriada para fazer exercício físico, após esta avaliação estará agendando o horário das sessões que são realizadas 3 (três) vezes por semana, toda segunda, quarta e sexta-feira.

Academia de reabilitação - Incor

Nossos programas visam

• Melhorar a capacidade física de trabalho, a força muscular, a flexibilidade e o equilíbrio, por meio de exercícios supervisionados.

• Educar os pacientes quanto à prática de atividade física, às modificações do estilo de vida e prepará-los para fases de reabilitação subsequentes.

• Preparar os pacientes para retornar às suas atividades funcionais (pessoais e na comunidade), principalmente após um período de internação ou intervenção.
Fone: 18 | 3223 - 7837
E-mail: reabilitacaoincor@gmail.com
Rua: Belo Horizonte, 227 - Jd Paulista | CEP: 19023-530
Academia de reabilitação - Incor

Notícias

O INCOR NA BÉLGICA!

A UTI coronariana de Presidente Prudente representou nossa cidade na Bélgica através de um trabalho de autoria conjunta com a Universidade do Oeste Paulista. O objetivo do trabalho foi mensurar o impacto na mortalidade dos pacientes e readmissões...

Útima atualização: 11/05/2017

MIOCARDIOPATIA

A equipe do Incor parabeniza nosso colega de trabalho Dr. Carlos Eduardo Bosso e sua equipe (Charles Ulloffo do Nascimento, Francis Lopes Pacagnelli, Franciele Marques Vanderlei, Jéssica de Oliveira Campioni, Alexandre Fernandes Araújo e Luís Carlos...

Útima atualização: 11/05/2017
VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

Cuide do seu coração

Acompanhamento - Incor
SEDENTARISMO: A IMPORTÂNCIA DOS EXERCÍCIOS PARA O CORAÇÃO
[ + ]
Dica de exercicios - Incor

Para garantir um coração saudável, recomenda-se um remédio milagroso: movimentar o corpo. Os estímulos externos, como atividade física, ativam positivamente no controle da frequência cardíaca. O equilíbrio entre estas batidas chama-se coerência cardíaca: Quando o ritmo do coração é forte e saudável, as fases de aceleração e redução alternam-se com rapidez e regularidade, gerando uma sensação de bem-estar a pessoa. Um coração saudável precisa do equilíbrio entre acelerador e freio, o que pode ser conseguido através de hábitos e uma vida saudável, como uma alimentação correta e prática de exercícios físicos adequados. Quando praticamos exercícios com regularidade, o coração trabalha com mais eficiência e sem ter que fazer tanto esforço. O sangue flui melhor e as artérias e vasos ficam mais flexíveis e saudáveis. Enquanto uma pessoa saudável, porém sedentária tem de 80 a 100 batimentos por minuto, uma pessoa condicionada está entre 60 e 70 batimentos por minuto. Tudo isso previne o risco de doenças cardiovasculares, como infarto, colesterol alto, derrame e hipertensão. Para favorecer o sistema cardiovascular, os exercícios precisam elevar a frequência cardíaca, como caminhadas rápidas, corridas, bicicleta, natação, entre outros, de preferência os aeróbicos. É necessário ser feito ao menos 3 vezes na semana. O exercício físico deve ser realizado em um local agradável e longe de interrupções. Uma dica, o exercício pode e deve ser feito por todas as pessoas independente de sexo e idade, basta procurar um tipo de exercício físico adequado, que lhe agrade e seja prazeroso.

Acompanhamento - Incor
ALIMENTAÇÃO PARA O CORAÇÃO
[ + ]
Dica de exercicios - Incor

O coração humano, além da prática de exercício físico depende e muito de uma alimentação saudável, rica em vitaminas e minerais. Alimentos que sejam ricos em gorduras saturadas e trans são extremamente prejudiciais ao coração, pois aumentam as chances de desenvolver aterosclerose, caracterizada pelo acúmulo de placas de gordura nas artérias do coração e do cérebro, podendo levar a infarto e derrame. Eles não são totalmente proibidos, mas devem ser consumidos com extrema moderação. Alguns estudos mostram que o coração recebe um grande benefício de alimentos ricos em fibras e gorduras monoinsaturadas e poli-insaturadas, que ajudam na redução do colesterol ruim (LDL), que é um dos principais fatores de risco para doenças cardiovasculares. Todas as pessoas devem ter uma alimentação balanceada, sem exageros, ricas em fibras, verduras, legumes, frutas e grãos, os carboidratos podem e devem ser consumidos diariamente só que de forma maneirada e pobre em sódio. Vejam alguns exemplos de alimentos prejudiciais ao coração: 1 - Sanduíches de fast-food: são ricos em gorduras saturadas, gorduras trans, sódio (um dos componentes do sal) e carboidratos simples, que podem ser considerados açúcares, que são substâncias causadoras de problemas cardiovasculares. 2 - Frituras preparadas com gordura hidrogenada: podemos identifica-las facilmente, como os quibes, coxinhas, pastéis, batatas fritas, entre outros que possuem grande quantidades de sal. 3 - Azeite de dendê: não é uma boa opção para cozinhar, por ser rico em gorduras saturadas. Para cozinhar, prefira óleos como os de canola, girassol e milho. 4 - Manteiga e margarina: a manteiga tem em sua composição 80% de gordura saturada e algumas ainda possuem alto teor de sal. Hoje, algumas margarinas vêm sendo fabricadas livres de gordura trans. Opte sempre pelas mais claras e macias, essas são as mais saudáveis. 5 - Embutidos: salame, mortadela, linguiças, salsichas, presunto gordo, entre outros, apresentam grandes quantidades de gordura trans e de sal, o que gera uma consequência negativo sobre a pressão arterial. 6 - Bolos industrializados: um dos componentes mais usados em produtos industrializados das padarias é a gordura trans, além da gordura saturada e do açúcar, que não são benéficos ao coração. 7 - Biscoitos industrializados: Grande parte dos biscoitos, incluindo os do tipo cream-craker, apresenta gordura trans em sua composição. 8 - Salgadinhos e petiscos industrializados: Em geral são extremamente ricos em gorduras trans, em geral são fritos e levam boa quantidade de sal e temperos industrializados. 9 - Carnes gordas: Nenhuma gordura da carne é benéfica para a saúde. Evite cortes gordos e o excesso de carne em churrascarias, pois em geral são enriquecidas com gorduras para ficarem ainda mais macias. Opte sempre por carnes magras, refogadas, assadas ou grelhadas. Mas nem todo alimento é maléfico. Veja alguns exemplos de alimentos benéficos que favorecem o coração: 1- Soja, feijão, lentilha, grão de bico: São alimentos ricos em fibras, proteínas, vitaminas, minerais e antioxidantes. As proteínas auxiliam na redução do colesterol, e os grãos ajudam a manter o bom nível de colesterol e ajudam a diminuir a absorção de açúcar de outros alimentos 2 – Tomate: rico em licopeno, que é uma substância que dá a cor avermelhada e está presente também na melancia, pimentão, beterraba e goiaba. Considerado um grande aliado na prevenção de doenças cardiovasculares por sua ação antioxidante. 3 – Peixes: Os mais indicados ainda são os de águas salgadas profundas, como sardinha, salmão, atum, anchova, truta, arenque e cavala, pois são ricos em ômega-3, que é uma gordura saudável que auxilia a reduzir o colesterol ruim (LDL). Recomenda-se consumir esses peixes pelo menos três vezes por semana. Os peixes de água doce também são muito bons. 4 – Azeite: possui gordura monoinsaturada, considerada a mais saudável de todas, além de ser fonte de vitamina E, entre outras, apresentando minerais e compostos antioxidantes como os polifenóis. O azeite é capaz de diminuir o colesterol ruim e aumentar o bom. Os extravirgem são mais puros e garante maior ingestão de nutrientes. 5 – Aveia: é uma fonte de fibras solúveis, ajuda a reduzir os níveis de colesterol, além de dar uma sensação de saciedade. 6 – Banana: Também é considerado uma fonte de fibras solúveis e rica em potássio, um mineral importante para o bom funcionamento da função muscular cardíaca. Os pacientes que usam diuréticos para o combate à pressão alta, em geral, são aconselhados a comer duas ou três bananas por dia, o que ajuda a repor o potássio eliminado na urina. 7 – Castanhas: castanha-do-brasil, amêndoas, avelãs, nozes, amendoim e macadâmias são ricos em gorduras poli-insaturadas. Apresentam grandes quantidades de proteínas, fibras, selênio, cálcio, ferro, potássio, zinco, vitamina E, ácido fólico e magnésio. Recomenda-se a ingestão de 4 a 6 unidades diárias, pois possuem um alto valor calórico. 8 – Vinhos: Os compostos responsáveis pelos benefícios ao coração estão na uva, o que torna o consumo do suco ou da própria fruta tão eficaz quanto o do vinho. O resveratrol, substância com efeito antioxidante presente em maior concentração nas uvas vermelho-escuras, se destaca pela capacidade de reduzir os riscos de doenças cardiovasculares. Importante ressaltar que pessoas com problemas de alcoolismo não devem usar o vinho como uma fonte de benefício ao coração. Indica-se apenas 1 cálice pequeno por dia. 9 – Chocolate: Opte pelos escuros, em especial o tipo amargo, rico em flavonoides e ácido gálico, antioxidantes que ajudam a proteger os vasos sanguíneos e promovem a saúde do coração. O chocolate ao leite e o branco não possuem todos esses benefícios. Mas independente, devem ser consumidos também com moderação pelo seu alto valor calórico e quantidade de gorduras.

Acompanhamento - Incor
EVITAR O STRESS
[ + ]
Dica de exercicios - Incor

O stress agudo é aquele gerado quando a pessoa recebe um estímulo que não a agradou de alguma forma, como por exemplo, uma notícia ruim, perde um ente querido, sofre um susto. Esse tipo de stress pode provocar um aumento súbito da pressão arterial e da frequência cardíaca, levando a reações de espasmo das artérias coronárias (que irrigam o coração) podendo levar até a quadros de angina (dor no peito) e infarto do miocárdio. Já o stress crônico é aquele do dia-dia, rotineiro, como quando as pessoas estão submetidas a várias adversidades como o trânsito, o nervosismo, a ansiedade, a preocupação, a má relação conjugal, etc. O stress crônico pode geral o descontrole da pressão e do diabetes, além de aumentar o nível de triglicérides podendo colaborar com o entupimento das artérias coronárias. Todo e qualquer tipo de stress que a pessoa passa, acaba trazendo algumas consequências inconscientes como: as pessoas fumam mais, comam mais e inadequadamente, algumas deixam de comer, pratiquem menos exercícios físicos, não tomem remédios adequadamente, além de muitas perderem o vínculo com a sociedade e muitas vezes não tenham tempo sequer de ir ao médico. Todos esses tipos podem afetar o coração à medida que quando uma pessoa é submetida a uma situação estressante há a liberação de alguns hormônios fundamentais à nossa sobrevivência, mas que, se liberados em exagero, podem causar doenças e ser prejudiciais ao coração. É importante que as pessoas tentem identificar o que lhes traz um desconforto que gera o stress e procurar evita-las ou contorna-las. Outra forma de amenizar o stress é fazer diariamente alguma atividade que lhe proporcione prazer.

Acompanhamento - Incor
EVITAR O EXCESSO DE PESO / OBESIDADE
[ + ]
Dica de exercicios - Incor

A obesidade é considerada uma doença multifatorial, podendo ser relacionada principalmente a fatores genéticos, hábitos de vida e ambientais, sendo considerada é um fator de risco para doenças cardiovasculares Segundo estudos, a pessoa que ultrapassa 30kg/m² de IMC: Índice de Massa Corpórea, o risco de ocorrência de doenças cardiovasculares aumenta consideravelmente. O local de distribuição desta gordura corporal é de extrema importância e deve ser levado em conta, pois aquela com localização abdominal, mais conhecida como “gordura visceral” tem uma relação próxima com a ocorrência de doença arterial coronariana, e é facilmente identificada na clínica através de uma medida de referência para homens de 106 cm de circunferência abdominal e para mulheres de 94 cm, pacientes que ultrapassam essas medidas estão inseridas nesta categoria de riscos. A obesidade assim como outros fatores, pode levar a um quadro de insuficiência cardíaca. Um destes outros que deve ser ressaltado, é a resistência à insulina, que por sua vez, também pode levar ao quadro da insuficiência cardíaca, portanto forma-se um ciclo vicioso. Outras consequências que surgem sobre o sistema circulatório, como hipertensão arterial sistêmica e aumento do volume do coração podem aparecer. E mesmo na ausência de hipertensão sistêmica pode ocorrer hipertrofia (crescimento) do ventrículo esquerdo. Já a hipertrofia ventricular direita geralmente ocorre devido à hipertensão da circulação pulmonar, bem como da ocorrência de apneia noturna obstrutiva. Em muitos casos, alguns problemas cardíacos podem ser resolvidos apenas com a mudança de alimentação, exercício físico e a diminuição do peso.

Acompanhamento - Incor
CUIDADOS COM A PRESSÃO ARTERIAL / HIPERTENSÃO ARTERIAL
[ + ]
Dica de exercicios - Incor

Pressão alta é uma doença "democrática". Ataca homens e mulheres, brancos e negros, ricos e pobres, idosos e crianças, gordos e magros, pessoas calmas e nervosas. Hipertensão, usualmente chamada de pressão alta, é ter a pressão arterial, sistematicamente, igual ou maior que 14 por 9, segundo a Sociedade Brasileira de Hipertensão. A Hipertensão é muito comum, acomete uma em cada quatro pessoas adultas, sendo responsável por 40% dos infartos, 80% dos derrames e 25% dos casos de insuficiência renal terminal. A pressão sobe por vários motivos, principalmente porque os vasos em que o sangue circula se contraem. A pressão alta agride os vasos, coração, rins e cérebro. Os vasos são recobertos internamente por uma camada muito fina e delicada, chamada endotélio, que é machucada quando o sangue está circulando com pressão elevada. Como consequência os vasos se tornam endurecidos e estreitados, e com o passar dos anos, podem entupir ou romper. Quando o entupimento de um vaso acontece no coração, causa a angina ou infarto do miocárdio. As graves consequências da pressão alta podem ser evitadas. Para isso, é necessário que os hipertensos conheçam sua condição e se mantenham em tratamento continuo com adequado controle da pressão. Dicas simples para ajudar a manter uma boa pressão: - Medir a pressão quando necessário, mas evitar o hábito de medir sempre; - Praticar atividades físicas constante; - Manter o peso ideal;. - Adotar alimentação saudável: pouco sal, sem frituras e mais frutas, verduras e legumes; - Reduzir o consumo de álcool, se possível não beber; - Não fumar; - Evitar o stress; - Nunca parar o tratamento e seguir as orientações médicas.

Acompanhamento - Incor
DIABETES
[ + ]
Dica de exercicios - Incor

O diabetes é uma síndrome metabólica de origem múltipla, decorrente da falta de insulina e/ou da incapacidade de a insulina exercer adequadamente seus efeitos, causando um aumento da glicose (açúcar) no sangue. O diabetes é uma consequência da não produção de insulina pelo pâncreas, ou porque este hormônio não é capaz de agir de maneira adequada (resistência à insulina). A insulina promove a redução da glicemia ao permitir que o açúcar que está presente no sangue possa penetrar nas células, para ser utilizado como fonte de energia. Pode ser apresentada como Diabetes Tipo 1, Diabetes tipo 2 e Diabetes Gestacional, saiba sobre cada uma: Diabetes tipo 1: o pâncreas perde a capacidade de produzir insulina em decorrência de um defeito do sistema imunológico, fazendo com que nossos anticorpos ataquem as células que produzem esse hormônio. O diabetes tipo 1 ocorre em cerca de 5 a 10% dos pacientes com diabetes. Diabetes tipo 2: Representa em 90% dos pacientes diabéticos. Existe uma combinação de dois fatores, sendo eles a diminuição da secreção de insulina e um defeito na sua ação, conhecido como resistência à insulina. Na maioria dos casos, o diabetes tipo 2 pode ser tratado com medicamentos orais ou injetáveis, contudo, com o passar do tempo, pode ocorrer o agravamento da doença. Diabetes Gestacional: É o aumento da resistência à ação da insulina durante a gestação, levando ao aumento nos níveis de glicose no sangue, diagnosticado pela primeira vez na gestação, podendo ou não persistir após o parto. Quando mal controlado, o diabetes aumenta consideravelmente a possibilidade de infarto ou doença cardíaca. O risco de um diabético sofrer um infarto chega a 40% nos homens e 50% nas mulheres. O diabetes é uma espécie de combustível perverso, difícil de ser removido e pronto para causar muitos problemas. Quando a doença se instala, potencializa outras condições de risco, como a pressão alta e o colesterol elevado. Em pessoas com diabetes, mudanças no estilo de vida ajuda a reduzir a gordura abdominal e a controlar melhor os níveis de pressão, colesterol e glicose, diminuindo os riscos de infarto, AVC e problemas de circulação.

Acompanhamento - Incor
COLESTEROL
[ + ]
Dica de exercicios - Incor

O colesterol é um tipo de lipídio (gordura) produzido no nosso organismo, e também está presente em alimentos de origem animal como: carne, leite integral, ovos, etc. No organismo do ser humano, esse colesterol tem funções importantes, como produção de hormônio e vitamina D. No entanto, o excesso de colesterol no sangue é prejudicial e aumenta o risco de desenvolver doenças cardiovasculares. O organismo produz dois tipos de colesterol, são eles o HDL e o LDL. - Colesterol LDL: também conhecido como "ruim", pois ele pode se depositar nas artérias e provocar o seu entupimento. - Colesterol HDL: considerado como um colesterol "bom", ele retira o excesso de colesterol ruim para fora das artérias, impedindo o seu depósito e diminuindo a formação da placa de gordura. Pode-se dizer que existem vários tipos de colesterol circulando no sangue, o total desta soma chama-se "Colesterol Total" Para reduzir este risco de doenças cardiovasculares e até mesmo infarto, a Sociedade Brasileira de Cardiologia apresentou recentemente novas orientações sobre o limite saudável do LDL, agora o paciente que tem alto risco, precisa estar com o colesterol em torno de 70 mg/dl como uma maneira de proteger o coração, e quem possui um risco médio, deve se preocupar em manter sua taxa de colesterol perto de 100 mg/dl Em relação aos riscos de doenças do coração, existem algumas diferenças entre os homens e as mulheres, as chances são maiores a partir dos 45 anos de idade para homens e após os 55 anos para as mulheres. Para manter o nível e o controle das taxas de colesterol, é importante evitar alguns hábitos diários, como o consumo excessivo de gordura, o sedentarismo e o cigarro, além do acompanhamento médico e em alguns casos o uso de medicamentos.

Acompanhamento - Incor
CIGARRO
[ + ]
Dica de exercicios - Incor

Em geral as pessoas sabem que o fumo danifica os pulmões e pode causar câncer, no entanto, muitos desconhecem os efeitos do fumo sobre o coração e o sistema circulatório, as artérias e veias que levam o sangue por todo o corpo. A fumaça do cigarro apresenta mais de 4.700 substâncias nocivas ao organismo humano. Fumar pode triplicar o risco de um ataque cardíaco e a exposição ao tabaco, sob todas as suas formas (cigarros, cachimbos, cigarros de palha, tabaco para mascar, fumo passivo), faz mal ao coração. Os fumantes correm um risco três vezes maior de sofrer um infarto do miocárdio em relação a pessoas que nunca fumaram. O risco de infarto depende do número de cigarros fumados diariamente: aumenta em 63% para as pessoas que fumam atualmente menos de dez cigarros por dia e se multiplica por 2,6 para aquelas que consomem de 10 a 19 cigarros diários, e por 4,6 para as que fumam 20 cigarros ou mais. Há uma "relação clara" entre o número de cigarros e aumento da incidência de infarto agudo do miocárdio. A exposição de outras pessoas a fumaça, os considerados fumantes passivos, também aumenta o risco de problemas cardíacos da mesma forma entre fumantes e não fumantes: em 62% para as pessoas expostas ao fumo passivo por mais de 21 horas por semana. O cigarro não traz nenhum tipo de benefício para a saúde, é muito importante ressaltar que o quanto antes o fumante deixar o vício, mais rápido ele se recuperará os danos causados pelo cigarro e levará uma vida com uma melhor qualidade.

Acompanhamento - Incor
ÁLCOOL E DOENÇAS CARDÍACAS
[ + ]
Dica de exercicios - Incor

O alcoolismo cada vez mais está sendo considerado um dos vilões da saúde. Engana-se quem pensa que um dos órgãos mais afetados é o fígado, pois o coração também sofre várias avarias quando o consumo do álcool é exagerado. O consumo excessivo de álcool está associado a risco maior de infarto do miocárdio, arritmias cardíacas e mio cardiopatia dilatada (insuficiência cardíaca). O consumo, se não for extinto do cotidiano, deve ser esporádico e moderado.

Envie-nos uma mensagem

ENVIANDO Enviando e-mail de contato

Contato

icone direção - Incor icone telefone - Incor icone E-mail - Incor
Rua: Donato Armelin, 399 - Vila Euclides - Presidente Prudente - SP

Fone: 18 | 3902 -6060

E-mail: incorppte@hotmail.com